MANIFESTAÇÃO NACIONAL EM ROMA: TEMOS UM PLANO!

15171292_10209405896357586_7879556034315536110_n

Somos a maré que inundou as ruas de Roma em 26 de novembro. Somos as mesmas que o dia 8 de março construíram a primeira greve global junto com as mulheres de todo mundo, da Polônia à Argentina, dos Estados Unidos à Turquia, da Espanha ao Brasil.  No próximo 25 de novembro, voltaremos a inundar as ruas de Roma para lançar uma mensagem clara: não vamos parar até estarmos livres da violência masculina e de gênero em todas as suas formas.

Em um ano de mobilizações, campanhas, assembléias nacionais e temáticas, experiências em rede e conhecimentos feminista, nós escrevemos um Plano Feminista contra a Violência Masculina e de Género, um instrumento de luta e reivindicação, um documento de proposta e ação que traremos às ruas de Roma em 25 de novembro. Um documento político feminista que considera a violência masculina e de gênero como um fenômeno estrutural e sistêmico, que não pode ser combatido  aumentando as penas para os crimes, ou com abordagens de emergência, mas a partir da experiência dos Centros Anti-Violência e do movimento feminista.

Para combater a violência masculina e de gênero em sua complexidade, não queremos mais policiais nas ruas e nem mesmo apoio, mas queremos autonomia, liberdade e justiça social!

Combater a violência masculina e de gênero significa questionar a cultura e as relações sociais que a sustentam.  Nós não precisamos de tutores ou guardiães, não somos vítimas e não a procuramos. Estamos lutando por uma mudança estrutural, a partir da escola, do trabalho, da saúde, da administração da justiça e da mídia, exigimos o respeito pelos nossos caminhos de liberdade e autodeterminação e pela nossa independência. Portanto, exigimos os meios e os recursos à autodeterminação e para escolher em nossas vidas. O Plano é o nosso programa para combater a violência patriarcal e capitalista. Nós não vamos parar na frente dos estupros e feminicídios diarios.

Não vamos parar, até estarmos livres da violência sexista que vivemos nos lugares de trabalho, livres de assédio, discriminação e abuso de poder, mas também da exploração diária e da precariedade. Não vamos parar até estarmos livres da violência que vivemos quando os cortes no orçamento planejados pelos governos nacionais e europeus empobrecem nossas vidas e atacam os centros anti-violência e sua autonomia. Nós não vamos parar até estarmos livres da violência nas mídias e nos jornais, que nos culpam ou nos vitimam para nos silenciar. Não vamos parar até estarmos livres da violência do racismo institucional e das fronteiras, até que as violações sejam exploradas para justificar o racismo em nome das mulheres. Não pararemos até que sejam abolidas as medidas institucionais que expõem as mulheres migrantes a violência diária nos campos de refugiados, como os acordos bilaterais com a Líbia e Turquia, ou que atacam migrantes, prostitutas e transexuais em nome de um “decoro” inaceitável , como as leis de Minniti.

Vamos inundar o espaço público para afirmar a determinação de nossas reivindicações, nossas práticas diárias de mudança, mutualismo e solidariedade. A força de milhares de mulheres, trans e queer unidas que reconheçem-se em #Metoo, Eu Também, para transformá-lo em #WeToogether, Nos Juntas.

Estarmos nas ruas para lutar pela nossa autonomia. Queremos a liberdade de movimento nas cidades e através das fronteiras, queremos o poder de decidir sobre nossas vidas em hospitais e tribunais, de escolher nosso destino fora dos papéis que nos são impostos. Queremos uma renda de autodeterminação, um salário mínimo europeu, welfare e direitos para sermos livres de escolher sobre nossos corpos e nossas vidas.

Não vamos parar: temos um PLANO!

Annunci

Rispondi

Inserisci i tuoi dati qui sotto o clicca su un'icona per effettuare l'accesso:

Logo WordPress.com

Stai commentando usando il tuo account WordPress.com. Chiudi sessione /  Modifica )

Google+ photo

Stai commentando usando il tuo account Google+. Chiudi sessione /  Modifica )

Foto Twitter

Stai commentando usando il tuo account Twitter. Chiudi sessione /  Modifica )

Foto di Facebook

Stai commentando usando il tuo account Facebook. Chiudi sessione /  Modifica )

Connessione a %s...